sexta-feira, 12 de outubro de 2007

All Gore

Al Gore é o exemplo paradigmático do market liberalism americano. Fez da América a sua terra de oportunidades e da luta contra o Aquecimento global, na sua mensagem nobre, o produto para a sua fama e fortuna. Teve o olho. Cobra dinheiro pela mensagem de Paz (um milhão de euros quando esteve cá), ganha influência no mundo e na História. Um Nobel ao oportunismo deste Ambientalismo Pop. Que o Planeta lucre mais que ele.

5 comentários:

Gabriela disse...

Não diria melhor, meu caro Vítor... fiquei perplexa como tu. Mas mantenho a esperança de que a mensagem seja passada com uma pureza inviolável. Assim seja...
Beijinho grande

Catarina Lopes disse...

Fiquei chocada quando soube.
Não percebo como é que alguém pode classificar aquele filme como muito bom... Não passa de pura propaganda ao próprio All Gore!! E em termos ambientais não diz nada de novo. Nunca mais vou olhar para os prémios nóbel da mesma forma...

Eduardo disse...

Deixa de ser invejoso Vítor. Podemos hoje fazer todos muito pelo ambiente, mas um ex. candidato e eleito ( sim porque ele teve mais votos que o Bush)nas eleições para Presidente do país mais poderoso do mundo, pode muito mais, porque tem entrada nos canais internacionais de televisão à escala planetária. Ele podia perfeitamente ir descansar para uma perdida quinta algures na Califórnia, ou no Massachussets, mas preferiu trabalhar por uma causa que a todos nós diz respeito. Vi o filme e fico atónito com o que está a acontecer ao planeta e com o que acontecerá se países capitalistas como a América não inflectirem o caminho. Agora o ganhar dinheiro pelas conferências que dá sobre o tema, é a situação mais normal e natural numa sociedade globalizada. Não podemos nem devemos levar a mal por isso. Outros com a influência e o poder mediático de Al Gore, não fazem nada para reduzir as injustiças, auxiliar os que morrem diariamente no Darfur, ou cuidar do planeta em que vivemos, porque atrás de nós outros virão e que também têm direito a viver um ambiente saudável. Sim, votaria nele para Prémio Nobel da Paz. O ambiente deve ser prioridade. Catarina, não me parece que o Al Gore precise de propaganda.

abel alves disse...

Ele a falar não é gago. Mas se tivesse ganho as eleições para a Casa Branca há uns anos atrás, duvido que fizesse alguma coisa pelo ambiente. Pura demagogia política, num país cujos interesses económicos estão no topo da hierarquia.

JOTA disse...

Nós estamos muito desconfiados de todos que estão no governo ou próximo a ele. Só saberiamos se ele iria fazer alguma mudança caso ele tivesse ganho a eleição, pessoalmente acho que ele faria. No Brasil pedem para que nósso voto ser consciente, para votar nas propostas, então, a proposta dele e o seu passado não o condenam !