sábado, 10 de abril de 2010

Linha do Tâmega: o princípio do fim



Nesta reportagem da RTP, nos anos 80, sobre a Linha do Tâmega já é evidente a crescente deterioração do serviço prestado pela CP: "automotoras obsoletas" "suprimidos comboios como horários já estabelecidos". Um autêntico processo de desmame aos utentes da ferrovia, para um encerramento que se verificou poucos anos depois. Era e é esta a vergonhosa realidade dos serviços públicos.

Entretanto, enquanto os actuais autarcas se refastelam no pauperismo da ciclovia, no Facebook há um grupo que exige a reabertura da linha, e que em poucos dias conseguiu 200 membros.

3 comentários:

Paulo Vieira disse...

"Enquanto há força
No braço que vinga
Que venham ventos
Virar-nos as quilhas
Seremos muitos
Seremos alguém"

José Afonso

Dario Silva disse...

Li ali numa revista antiga, com uns 20 anos, o Barreto a dizer que ía fazer tudo pela Linha do Tâmega!

É político de palavra, competente, honrado. Vai até Lisboa com os parolos atrás bater palmas a um candidato autárquico nas luzes da cidade grande, a 400 quilómetros de distância.

Tão pequeninos...

ana bela disse...

iniciativas destas são sempre de louvar, parabéns e força :)
tanto se poderia fazer...imaginem só o potencial económico que poderia advir se o poder local, empresários e investidores olhassem de outra forma para as terras de basto e vissem o enorme potenciail turistico que esta possui, quer nas suas paisagens soberbas, nos solares e no turismo rural, nos produtos regionais, no património secular, na cultura única dos bástulos e criar e recriar a marca basto.