sexta-feira, 2 de maio de 2008

Do amor ao futebol que me resta


60 milhões para reforçar o Benfica é o habitual abono de estima em manchete que os benfiquistas levam, depois de jornadas seguidas de medicridade. Paciência. Num clube tão traumatizado quanto a pequena Esmeralda, não se pode esperar mais que a apatia, quando desde há anos largos lhe vêm prometendo salvadores, de 15 em 15 dias.

3 comentários:

Dario Silva disse...

Ando eu a financiar os estádios desta maralha com o dinheiro dos meus impostos e os perdões fiscais e sociais aos futeboleiros.

E o burro sou eu? sou, pois!

Dario Silva.

José Duarte disse...

Como benfiquista tenho pena que de há uns anos para cá tenham vindo a destruir e a denegrir a mistica do S.L.Benfica.
Quando impera o intuito exclusivamente monetário e mercantilista o resultado é um só:
muito se fala, pouco se faz.
O futebol com paixão,o "amor á camisola" já é uma mera miragem num horizonte distante.

Anónimo disse...

A imagem do benfica refelete-se no país.
HÁ BURROS A MAIS a pensar que são os maiores.